As Propriedades

Cortiça

Cortiça - Um verdadeiro milagre da natureza!

A cortiça é proveniente da casca do sobreiro. Esta é retirada do tronco através de processo manual, sempre sem causar qualquer dano à árvore. A cada nove anos a casca renova-se, o que faz dela um recurso renovável e sustentável. A cortiça é ideal no que respeita à crescente busca pela conservação dos recursos naturais.

/pt/cortica/as-propriedades/

Cada célula funciona como isolante térmico natural em miniatura, oferecendo um isolamento acústico e propriedades amortecedoras acima da média. As qualidades genuínas da cortiça fazem dela o material ideal para pavimentos, tendo em conta que reduz o ruído, o pavimento mantém uma temperatura ideal durante todo o ano e é confortável ao caminhar.

A cortiça é composta por 40 milhões de células por cm3, assemelhando-se à estrutura de um favo de mel, que protegem a árvore de mudanças bruscas de temperatura. Cada célula funciona como isolante térmico natural em miniatura, oferecendo um isolamento acústico e propriedades amortecedoras acima da média.

/pt/cortica/as-propriedades/

/pt/cortica/as-propriedades/ /pt/cortica/as-propriedades/

A importância do sobreiro

O sobreiro (Quercus Suber L.) é uma árvore que pertence à família do carvalho, de onde é extraída a cortiça. O seu valor baseia-se não só nos produtos extraídos da árvore, mas em todas as actividades agrícolas, florestais, pastorais e de caça que giram à volta do cultivo do sobreiro. A extracção regular da cortiça (um processo chamado descortiçamento) é uma contribuição fundamental para uma sustentabilidade ambiental, económica e social das áreas rurais da região do Mediterrâneo onde se encontra o sobreiro.

O sobreiro é uma árvore de crescimento lento que pode viver até 200 anos, o que permite uma média de 16 descortiçamentos durante a sua vida. A primeira extracção de cortiça ocorre apenas 25 anos depois do plantio dos sobreiros, repetindo-se em intervalos cíclicos de nove anos, sempre sem causar qualquer dano à árvore. Este método permite ao montado cumprir o seu papel na fixação de CO2, contribuindo activamente para a redução do aquecimento global.

A floresta de sobreiros em Portugal, (700.000 hectares), conhecida como montado, é uma paisagem tipicamente ibérica, fundamental para a manutenção de uma biodiversidade natural, incluindo algumas das espécies mais ameaçadas no mundo: linces ibéricos, águias imperiais, cegonhas-pretas e lobos.